Desativar para: inglês

domingo, 18 de março de 2018

O transtorno de uma pessoa ansiosa, sintomas, diagnóstico e tratamentos

A ansiedade pode apresentar vários sintomas, tais como o nervosismo, uma falta de esperança, ou uma sensação vaga de perigo. Todos nós sentimos ansiedade em alguns momentos de nossas vidas, isto é normal. Mas para algumas pessoas este sentimento é mais frequente e intenso, afetando seu dia-dia.

Não julgu­e um ansioso. Ele não faz por mal. E garanto: ele gostaria de viver a vida de acordo com o relógio que as outras pessoas vivem. A ansiedade é um distúrbio emocional, um sentimento de insegurança intensa, de perigo iminente.

Publicidade
É normal ficar ansioso por uma viagem, por um show ou até por uma festa. O ansioso, porém, é aquele que mesmo quando nada está acontecendo, tudo pode estar desmoronando. E, sim, ele precisa daquela resposta agora para poder salvar o mundo.

Não deixe um ansioso esperando. Não diga a ele que você tem algo para contar, mas não pode ser agora. Não o deixe quase entra em pânico ao observar aquele “escrevendo…” no Whatsapp e nada da resposta aparecer. 

Não peça para esperar sete dias úteis. Não se atrase. Ele com certeza começou a se arrumar uma hora antes do que precisava, justamente para não deixar ninguém esperando. O problema é que ele vai ficar pronto antes e vai ficar esperando. Não importa se forem 40 ou 10 minutos, será uma eternidade.

O ansioso já planeja a vida no primeiro dia do ano. Tem um feriadão em maio. Bom para viajar. Vou precisar começar a organizar tudo logo. Sim, ele acha que todos são iguais a ele e, portanto, não será fácil de achar vaga em hotel, nem assento disponível na janela do avião. É preciso correr! Ok, tudo pronto. Já sei até que roupa vou colocar. Só viajar. Mas espera… Vou ter que esperar todos esses meses ainda? Um verdadeiro horror!

O dia não tem apenas 24 horas quando um ansioso está esperando alguma coisa. E, às vezes, ele fica ansioso até sem ter algum evento programado, é só pelo esporte mesmo. Para o ansioso, a ansiedade é tipo um monstrinho que vai comendo seus órgãos internos um a um. Então, não julgue o ansioso. Ele só faz tudo isso, pois está ansioso para viver estes momentos com você! 

As pessoas mais suscetíveis a sofrer de ansiedade são:

– Pessoas que passaram por choques intensos: acidentes, conflito, fracasso.
– Mulheres, o risco de sofrer de ansiedade é maior do que para os homens.
– Pessoas com familiares que apresentam a doença.
– Pessoas co histórico de abuso físico ou emocional durante a infância.
– Pessoas depressivas, neuróticas ou que sofrem de doenças como a esquizofrenia, por exemplo.
– Pessoas que sofrem de doenças cardiovasculares (com ou sem infarto).

- Doenças hormonais.

– Pessoas com sistema respiratório frágil (asmático)
– Pessoas que abusam de medicamentos de tipo excitante (anfetaminas). Outros medicamentos cujo uso abusivo pode também provocar crises de angústia: barbitúricos, ansiolíticos.
– Pessoas que consomem uma grande quantidade de álcool ou drogas.
– Pessoas sob estresse em sua vida diária (trabalho, vida privada).

- A forma como a pessoa estrutura seus pensamentos e encara as situações em seu dia a dia.

Diagnóstico da ansiedade 

O médico ou psicólogo irá procurar antes de tudo a origem das crises de angústia. 

Se a angústia provier de distúrbios cardiovasculares, ele irá encaminhar o paciente a um especialista que irá efetuar um eletrocardiograma. 

Para os distúrbios respiratórios, o médico irá investigar a capacidade respiratória do paciente através de instrumentos de medição do sopro (peak flow). 

Para a ansiedade de origem psíquica, o médico irá, através de conversas com o paciente, fazer perguntas e verificar o histórico do paciente, a fim de identificar as causas das crises de angústia. 

Alguns especialistas se baseiam nos seguintes sintomas como critérios de diagnóstico:– ansiedade ou preocupação excessiva, durante a maioria dos dias por pelo menos 6 meses, em relação a atividades e/ou eventos– a preocupação é difícil de controlar e bastante abrangente– associação com pelo menos 3 dos sintomas a seguir (estes sintomas devem estar presentes na maioria dos dias dos últimos 6 meses): inquietude, facilmente fadigado, dificuldade de concentração ou problemas de memória, irritabilidade, tensão muscular e distúrbios no sono.– a ansiedade, preocupação ou sintomas físicos causam sofrimento ou comprometimento em áreas funcionais importantes (social, ocupacional,…), clinicamente significantes. 

Complicações 
A ansiedade pode levar a uma depressão, que provocará ela mesma crises de angústia. Uma pessoa muito ansiosa poderá procurar eliminar os seus sintomas através do abuso de substâncias (álcool, tabaco, entorpecentes, medicamentos). Essas substâncias darão a impressão de um bem-estar no início, devido ao seu efeito relaxante. No entanto, infelizmente, o seu abuso provoca uma dependência e a amplificação da ansiedade. Um forte sentimento de ansiedade, não controlado, pode levar o paciente a cometer atos de suicídio. 

Tratamentos 
Existem basicamente 2 terapias para a ansiedade, a medicamentosa e a psicoterapia. 

Medicamentos– Em caso de distúrbios cardiovasculares, o médico irá prescrever nitroglicerina em cápsulas a mastigar ou em spray.– Em caso de crises em decorrência de asma, será necessário tratar o paciente através de antiasmáticos (bronco-dilatadores, corticóides para inalar e acalmar a inflamação dos brônquios). Em caso de ansiedade de origem psíquica, existe toda uma gama de medicamentos, como remédios naturais ou tranqüilizantes (benzodiazepina,…) e antidepressivos. 

Atenção: tranquilizantes como as benzodiazepinas não devem ser consumidos por mais de um mês. Na maioria dos pacientes, após dois ou três meses do início do tratamento à base de benzodiazepinas pode ocorrer uma séria dependência. Os remédios naturais podem ser obtidos sem prescrição médica, mas só poderão tratar os estados leves da ansiedade. Nos casos leves da ansiedade, o médico poderá prescrever tranqüilizantes (quase sempre benzodiapezina), beta-bloqueadores ou neuroléticos leves. Entre os antidepressivos, a buspirona é frequentemente utilizada em casos de ansiedade. No entanto, é necessário esperar várias semanas após o início do tratamento antes de poder observar sua eficiência.

Psicoterapia 
A psicoterapia é um método muitas vezes eficaz para lutar contra a ansiedade, especialmente a terapia cognitivo comportamental. 

A psicoterapia permite trabalhar as causas da ansiedade, que geralmente não são abrangidas pela terapia medicamentosa. O paciente, com um terapeuta (ex. psiquiatra) irá trabalhar seu passado, a fim de curar seus problemas ou traumas psicológicos. Várias sessões são necessárias para alcançar um bom resultado.

Fitoterapia 
Como vimos na seção medicamentos contra a ansiedade, os remédios citados abaixo são indicados apenas para os casos leves de ansiedade. Eles podem ser obtidos sem prescrição médica, mas não devem ser tomados cronicamente por mais de 6 meses. Verifique as contra-indicações e efeitos adversos antes de ingeri-los.T rata-se em geral de medicamentos que podem acalmar e estimular o humor.– a cava-cava, em cápsulas ou comprimidos. Cava-Cava– a passiflora, em cápsulas.– a valeriana, em cápsulas ou comprimidos– a lavanda, em infusão ou cápsulas.– o lúpulo, em cápsulas ou comprimidos. – o ashwagandha, , em cápsulas ou comprimidos. 

Dicas contra a ansiedade
Uma pessoa ansiosa não irá se curar sozinha. O apoio do seu entorno é essencial. O fato de falar, de se confiar é uma boa prevenção do estado ansioso. Não se deve guardar em si o seu mal. 

Se a ansiedade leve pode ser tratada através de remédios naturais, sem a necessidade de uma prescrição médica, é importante que o paciente tenha noção das limitações desses medicamentos e se houver a necessidade, ele deve se dirigir a pessoas competentes: médico, psiquiatra, psicólogo. 

Pratique algum tipo de exercício. O exercício físico ajuda muitas pessoas a sentirem menos ansiedade. Diminua ou pare de consumir café e outras fontes de cafeína, como o chá preto. Pois esta substancia pode aumentar o estado de ansiedade. Não sinta constrangido em procurar tratamento para ansiedade, este é um problema comum, que pode afetar todos os tipos de pessoas.– Diminua a ingestão de álcool e, se possível, pare de fumar. Dois hábitos que favorecem a ansiedade.– Tente dormir bem. De fato, um sono reparador nos ajuda a estar bem descansado e menos estressado (uma causa da ansiedade).– Mantenha uma alimentação saudável.
Publicidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...